Fundos Simples: o investimento para iniciantes

Entenda por que é mais vantajoso que a poupança

Em geral, sabemos bem que os brasileiros não têm o hábito de fazer investimentos. Segundo dados da Pesquisa da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), 58% da população do país não faz nenhum tipo de investimento.

Uma das causas da desconfiança é a instabilidade econômica que sempre amedrontou aqueles que já pensaram em entrar no mundo dos investimentos. É por este e outros motivos que grande parte dos brasileiros prefere guardar seu dinheiro na caderneta de poupança, mesmo sabendo que os rendimentos da poupança são muito baixos, chegando a perder para a inflação.

Mas o que é o fundo simples?

Criado em 2015 pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o fundo simples nada mais é que um fundo de investimento de renda fixa que possui certas características específicas próprias.

O objetivo é estimular novos investidores e que esses principiantes conheçam novas alternativas de investimento. Para isso, o fundo simples possui liquidez diária e baixo risco, oferecendo a possibilidade de resgatar o investimento a qualquer momento.

Como quem investe em fundos de forma geral, os investidores do fundo simples contam com vantagens em comum aos investidores de longa data. Em outras palavras, ambos contam com uma gestão profissional do investimento.

Contudo, existem algumas condições para garantir que o fundo simples tenha mesmo um baixo nível de risco. E você as conhecerá agora: Porcentagem do patrimônio líquido: a primeira condição é que o risco seja o mesmo dos títulos públicos federais. Para isso, 95% do seu patrimônio líquido, ou do valor a ser aplicado no fundo, deve ser investido em títulos emitidos ou com participação dos bancos ou em títulos federais.

Volatilidade: importante também que não possua nenhum ativo que apresente mais chances de variações negativas como moedas estrangeiras, operações no exterior e ações.

Selic: a taxa Selic é a referência de rendimento do fundo simples. Diferente do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que se refere a taxa de juros desses depósitos interbancos, a Selic facilita a compreensão do investidor sobre à rentabilidade do fundo em relação ao que o governo paga para quem lhe faz empréstimos.

Proteção de carteira: operações com derivativos poderão ser feitas não para alavancar os resultados, mas com o único objetivo de proteger a carteira.

Documentos: necessário que os documentos do fundo estejam disponíveis através de meios eletrônicos.

Questionário de perfil: Diferentemente de outros tipos de fundo de investimento, você não vai precisar preencher o questionário de perfil de investidor para fazer aplicações nele. Isso se deve ao fato do baixo nível de risco apresentado pelo fundo simples.

Basicamente, a ideia desse tipo de fundo é justamente ser acessível, pratico e de fácil entendimento, a fim de que os novos investidores não se sintam intimidados em experimentar novos investimentos e os desafios que eles apresentam. Em outras palavras, o fundo simples é uma alternativa segura e simples para aqueles que poupam dinheiro através da caderneta de poupança.

Se você é quer entrar no mundo dos investimentos, porém tem algum receio, procure saber mais sobre o fundo simples e melhore seus rendimentos.

Tags: finanças investimentos

Veja mais